Audiência da TV

Mais cedo, “Fofocando” e “Casos de Família” despencam audiência do SBT

Nesta segunda-feira, 21 de novembro, o SBT realizou uma grande mudança em sua grade vespertina, alterando o horário dos programas “Fofocando” e “Casos de Família”, que foram exibidos mais cedo, e da novela “A Usurpadora”, que saiu da faixa das 13h e passou para às 15h15. O intuito do canal era reverter a baixa audiência.

No entanto, a estratégia da emissora de Silvio Santos não surtiu efeito esperado. “Fofocando” registrou pífios 4,1 pontos de média, igualando seu recorde negativo, já o “Casos de Família” teve seus piores índices no ano com péssimos 3,7 pontos de média, de acordo com dados consolidados de audiência referente à Grande São Paulo.

Veja também:

Cabe lembrar que os dados apresentados são consolidados, portanto, não sofrerão alterações. Os mesmos representam a preferência de um seleto grupo de espectadores situado na Grande São Paulo, principal praça do país e que serve de referência para o mercado publicitário. Por lá, cada ponto equivale a 69,4 mil domicílios.

"Casos de Família" bateu recorde negativo de audiência em 2016 (Foto: Reprodução/SBT)

“Casos de Família” bateu recorde negativo de audiência em 2016 (Foto: Reprodução/SBT)

Você também pode gostar