Celebridades

Lucy Ramos deixa a entender suposto racismo da Globo ao retirá-la de “A Força do Querer”

Sem papas na língua, Lucy Ramos não escondeu sua insatisfação com a retirada de seu papel em “A Força do Querer”. Ela, que fazia a Leila, noiva do personagem Caio, interpretado por Rodrigo Lombardi, deixou a novela bruscamente. Do dia pra noite, os telespectadores não a viram mais na história. A justificativa dada para seu “sumiço” foi uma cena em que Leila ficava sabendo do passado de Caio com Bibi (Juliana Paes) e dizia que eles eram melhores “como amigos”.

Questionada em entrevista ao “Purepeople” sobre sua saída, Lucy lamentou: “Queria que a Leila tivesse ficado mais tempo na novela. Eu fiquei muito feliz de ter uma negra naquela posição, uma arquiteta e tal“. A atriz aproveitou para agradecer o espaço que teve na trama, mas ponderou: “Agradeço muito à Glória [Perez] por ter me dado esta oportunidade. Por colocar a gente no horário das 21h, um horário nobre e evitando de colocar a gente onde as pessoas têm o hábito de colocar os negros. Mas eu acho que a Leila poderia mais“.

Em outro trecho do depoimento, Lucy Ramos sugeriu um suposto racismo com a retirada de Leila da novela. Disse que a saída dela não ficou muito clara para uma maioria de negros, que se viam representados com uma atriz desta cor, interpretando uma personagem com a posição que a noiva de Caio (Rodrigo Lombardi) tinha em “A Força do Querer”.

Veja também:

Poderia ter saído do lugar comum. Ela estava ali, no núcleo dos personagens principais, com uma profissão boa, sofisticada, influente. As meninas negras estavam gostando muito de se ver nesta posição. Do nada, a personagem sai. Não teve a força que eu gostaria que ela tivesse. Eu fiz de tudo para que a Leila fosse maior. Mas tem coisas que não dependem da gente. Mas o pouco que foi, apareceu de uma forma positiva. Isso foi muito legal“, desabafou a atriz.

Lucy Ramos (Imagem: Divulgação)

Você também pode gostar