Celebridades

Justiça não autoriza direito de reposta de Lula no “Jornal Nacional”

O juiz Fernando de Oliveira Domingues Ladeira negou pedido de direito de resposta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no “Jornal Nacional”, da Globo, nesta quarta-feira (23). Lula havia entrado com um pedido por conta de uma reportagem exibida no dia 10 de março. Segundo ele, a Globo não lhe deu a oportunidade de falar sua posição. A emissora nega, e até fez um editorial no “Jornal Nacional” do dia seguinte, um sábado, para mostrar ainda mais sua posição.

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, na decisão, o juiz Fernando diz que “a afirmação do autor de que não lhe foi dada a oportunidade de manifestar-se antes da matéria ir ao ar não autoriza o direito de resposta”. Para ele, “o contraditório prévio em veículos de imprensa não é ditame jurídico, e sim preceito ético, confere credibilidade à matéria, melhor assegura a compreensão dos fatos, mas sua não observância não gera automática viabilidade de intromissão do Estado na imprensa, sob pena de odiosa prática indireta de censura”.

Veja também:

Sendo assim, o meritíssimo afirma que “a atuação do veículo de comunicação deu-se estritamente dentro de seu direito-dever de informar, agiu, portanto, agasalhado pela garantia de liberdade de expressão que lhe é assegurada constitucionalmente”. A decisão ainda não é definitiva e cabe recurso em outras esferas da Justiça brasileira. Ainda não foi informado se Lula irá recorrer.

Pedido de direito de resposta de Lula foi negado (Foto: Divulgação)

Pedido de direito de resposta de Lula foi negado (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar