Celebridades

Justiça condena Lírio Parisotto à 1 ano por violência doméstica contra Luiza Brunet

Após um ano de vir à tona, o suposto caso de violência doméstica contra Luiza Brunet teve um desfecho nesta segunda-feira (05/06). Quem deu o veredito foi a juíza Elaine Cristina Monteiro Cavalcanti, que é titular da vara de violência contra a mulher, no Tribunal de Justiça de São Paulo.

Lírio Parisotto acabou sendo condenado a um ano de detenção, onde deve ficar ainda dois anos sob vigilância e terá que cumprir serviço comunitário por 12 meses. Luiza Brunet após a audiência comemorou a decisão e falou com a imprensa sobre o caso.

“Nestes últimos meses, aprendi mais sobre solidariedade. Recebi, de homens e mulheres, apoio e carinho com uma força enorme. A todos, minha imensa gratidão. Não foi fácil me expor, nem será apagar as marcas que a violência me deixou. Mas o que, ontem, foi vergonha e medo, hoje, é força e uma certeza: seguir no combate à violência contra as mulheres. Dei um importante passo, tive coragem para mudar e sempre fiquei ao lado da verdade“, afirmou ela.

Veja também:

O advogado da modelo também falou sobre o julgamento e explicou a pena: “Ele foi condenado a um ano de detenção em regime aberto. Ele foi condenado a um ano de serviços comunitários. A juíza concedeu a suspensão da pena, e durante dois anos ele tem que todo mês comparecer à Justiça para mostrar residência fixa e trabalho regular”, esclareceu a autoridade.

Lírio Parisotto foi condenado à 1 ano de detenção (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar