Celebridades

Justiça condena Gusttavo Lima por plágio e manda recolher CD’s

Gusttavo Lima está vivendo uma das maiores dores de cabeça da história de sua carreira. O artista estava sendo acusado de plágio por um compositor português, e brigava na Justiça para manter os seus direitos na execução da faixa “Que Mal Te Fiz Eu”.

O Famosos na Web inclusive noticiou a posição oficial dele, que nega qualquer cópia. No entanto, não foi bem isto que as autoridades acharam. A Justiça do Rio de Janeiro decidiu nesta quinta-feira, 30 de março, que a canção é sim um plágio de uma composição feita por Ricardo Landum.

Deste modo, está proibida a execução por parte de Gusttavo do hit, sob pena de multa diária estipulada em 10 mil reais. A juíza Maria Cristina de Brito Lima responsável pela ação ainda determinou o recolhimento de todos os exemplares dos álbuns de CD’s “Ô Sofrência” e “Arena Pop 2015”, que contém a faixa. O processo também especifica que, tanto a empresa que gerencia a carreira do sertanejo, quanto a Som Livre ou o Google estão obrigados a excluírem a música de todos os meios possíveis. Com informações do jornal “Estado de S. Paulo”.

Entenda o caso

A Justiça teria colocado Gusttavo Lima em uma saia justa, com uma decisão que o-acusou de ter plagiado uma canção para criar o hit “Que Mal Te Fiz Eu”. A decisão das autoridades apontavam que a letra modificada era de propriedade autoral do compositor português Ricardo Landum.

Veja também:

No entanto, os representantes legais do sertanejo responderam através de sua assessoria de imprensa, que o autor da ação movida não se trata de um compositor e sim apenas de um intérprete de uma gravação realizada em Portugal.

Ricardo Landum é compositor da obra detentor de 100% junto ao ECAD no Brasil e, concedeu autorização para a Som Livre. A gravadora por sua vez, repassou a Gusttavo Lima os direitos para a gravação. Afirmamos ainda não haver, nenhuma ação em curso, já que todos os direitos autorais foram devidamente respeitados. Toda e qualquer divulgação contrária a estes fatos é calúnia“, expressou os representantes de Gusttavo ao jornal “O Dia”.

Gusttavo Lima (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar