Emissoras, Globo, Noticia

Jornal Nacional, há 50 anos no ar, promoverá rodizio de âncoras de todos os estados do Brasil

Um dos telejornais mais vistos do país e criado em 1969, o Jornal Nacional terá uma integração completa do Brasil em sua bancada. Segundo informações do site Notícias da TV, em setembro, quando o primeiro telejornal em rede do país completará 50 anos, a Globo promoverá um rodízio de jornalistas de todos os estados do Brasil, nas cadeiras de William Bonner e Renata Vasconcelos.

Por três meses, até novembro, os apresentadores do Jornal Nacional durante os sábados serão dois âncoras de afiliadas da Globo, a maioria, rostos desconhecidos na maior parte do país, alguns com sotaques bem diferentes dos titulares. A cada sábado, serão dois jornalistas, um homem e uma mulher, de dois estados diferentes.

Os jornalistas do JN já estão sendo escolhidos, mas nenhum nome foi revelado até o momento pela Globo. A grande novidade foi comunicada nesta semana às afiliadas, que ficaram ansiosos. Afinal, apresentar o JN pode ser uma oportunidade única para os escolhidos, que estarão no ar para todo o país.

Veja também:

Durante o rodízio nacional na bancada do JN, os atuais substitutos de William Bonner e Renata Vasconcelos ficarão fora da escala aos sábados, como é o caso de Maju Coutinho, César Tralli, Monalisa Perrone e Rodrigo Bocardi, entre outros. Procurada, a Globo confirmou a informação.

“Jornal Nacional” terá rodízio de apresentadores de outros estados do Brasil (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar