Celebridades

Jô Soares volta a falar sobre entrevista com Dilma Rousseff: “eu sou ‘coxista'”

Na estreia da última temporada do “Programa do Jô”, o apresentador fez um discurso de abertura incomum, no qual procurou se justificar por uma das entrevistas mais questionadas de sua carreira, com a presidente Dilma Rousseff, realizada em junho de 2015.

“Sempre tive liberdade para demostrar todas as tendências políticas. Nunca deixei de entrevistar um presidente deste ou daquele partido. Quando entrevistei a Dilma me chamaram de petista. Quando entrevistei o Fernando Henrique virei PSDB. Então eu sou ‘coxista’, metade coxinha, metade petista”, disse. “Lula veio ao programa 13 vezes, Fernando Henrique dez vezes. Acho que essa é a maior prova de imparcialidade”, acrescentou.

O apresentador ainda disse que seu programa chegou ao fim ‘estando por cima’ o que é uma coisa muito boa: “Aliás, foi assim com o “Viva o Gordo”. A decisão não foi nada diferente. Paramos no momento certo, aquele que leva as pessoas sentirem saudades do personagens em vez de ódio. Ou de não aguentarem mais ver pela frente. O mesmo, acredito, vai acontecer agora”.

Veja também:

Recentemente saiu que Jô gostaria de entrevistar Silvio Santos nessa última temporada questionado sobre o assunto ele revelou: “Não faço previsões sobre isso, porque vários fatores têm que ser levados em conta. Não adianta você querer entrevistar alguém se esse alguém não quer ser entrevistado. Se ele não está afim. Eu sou incapaz de insistir, porque se alguém for forçado a isso não vai ficar legal para ninguém. A entrevista só fica boa quando ela interessa ao entrevistado e ao entrevistador”, finalizou ele.

Dilma e Jô Soares (Foto: Divulgação)

Dilma e Jô Soares (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar