Celebridades, Noticia

Jesuíta Barbosa sobre ser um galã: ‘é uma condição quase machista’

Jesuíta Barbosa, ao contrário dos outros atores da TV brasileira, não quer saber de ser rotulado como galã. Destaque com Ramirinho e Shakira do Sertão em Onde Nascem os Fortes, o ator rejeita totalmente o título e explica porque.

“Esse lugar que te colocam, de galã, vem carregado de muitos preceitos que são desinteressantes hoje em dia. É uma condição quase machista”, revela Jesuíta, em entrevista a Revista aCriatura. Para o ator, a categoria de ‘galã’ é cheio de uma conotação sexual e logo garante: “Não sou um galã”.

Protagonizando a supersérie da Rede Globo, Jesuíta Barbosa está quebrando uma série de preconceitos, até alguns que encontrou dentro de sua própria casa: “É bom ter essa personagem, a Shakira, como uma defesa. Um lugar que eu posso trabalhar, de liberdade pessoal. Chegar com essa personagem nas casas das pessoas, nas casas da minha família. De meus primos e primas, que sei que são preconceituosos”, reconhece.

Veja também:

Segundo o ator, no sertão ser travesti ainda é algo carregado de preconceito: “O Brasil inteiro tem déficit de aceitação e respeito à ‘travestilidade’, mas São Paulo tem mais aceitação e abertura. É o lugar onde as pessoas se vestem do jeito que querem. Já o sertão ainda segura esse patriarcado. É importante mostrar para eles que isso existe”.

Shakira do Sertão/Ramirinho (Jesuíta Barbosa) de Onde Nascem os Fortes (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar