Vai Passar na TV

Jair Bolsonaro é o entrevistado deste domingo (21) do “Conexão Repórter”

O “Conexão Repórter” deste domingo (21) exibirá uma entrevista com Jair Bolsonaro. Em meio a um momento conturbado na política brasileira, o nome do deputado federal do Rio de Janeiro é um dos nomes mais fortes para disputar a Presidência nas eleições de 2018.

O apresentador Roberto Cabrini acompanha de perto, durante semanas, a rotina de Bolsonaro, que percorre pelo país. O dominical exibirá a opinião do homem que pretende entrar com sangue nos olhos na disputa pelo Palácio do Planalto, e que é polêmico, adorado e odiado por milhões de brasileiros.

Sobre a delação envolvendo Joesley Batista, Michel Temer e Aécio Neves, Bolsonaro comenta: “Esses áudios criminosos, envolvendo Michel Temer, Aécio Neves e Joesley Batista, nada mais são que um retrato das entranhas da política brasileira. De como, na prática, ela funciona. De grave também assistimos, ou melhor, ouvimos um senador negociar por R$40 milhões o seu prestígio, para ajudar a indicar alguém para presidir a Vale do Rio Doce. Isso bem demonstra a forma, o descaso, como a política mineral é tratada no Brasil. No mais, caso o senhor presidente venha a perder o seu mandato, não interessa como, nós devemos seguir a Constituição brasileira, sem casuísmo. Ou seja, eleições indiretas pelo parlamento. É dessa forma, Cabrini, que nós aperfeiçoaremos a nossa democracia.”

Ao ser questionado sobre se orgulhar por ser candidato pelo seu lado político, Bolsonaro responde: “Repito, não sou de extrema direita, mas o fato de ser capitão do exército me ajuda e muito nas andanças pelo Brasil. Mas ajuda a quem está presente para impulsionar uma candidatura. O que o Brasil precisa é de hierarquia, disciplina, porque sem isso você jamais terá Ordem e Progresso.”

Constantemente criticado pelo que diz à respeito dos homofóbicos, Bolsonaro foi questionado por Cabrini se está preparado para ser chamado de racista, homofóbico e estuprador no período da campanha eleitoral, no ano que vem. “Sem problema nenhum. Agora, essas acusações, dependendo de quem vier, receberão a devida resposta em ações junto à Justiça. Eu não posso em um debate ser chamado de estuprador, sendo que não vai apresentar a pessoa estuprada. Ou uma denúncia em qualquer lugar que seja. No tocante ao racismo, é a mesma coisa. Não tem nada meu em direção a um afrodescendente, dizendo que não pode ocupar um elevador por sua origem. No tocante homofóbico, a mesma coisa. Eu nunca espanquei e nunca disse nada. A minha briga é contra a inocência das criancinhas do PT, que queriam adotar o Kit Gay. Isso não é admissível.”

Veja também:

A entrevista irá ao ar a partir das 0h da noite, após o “Programa Silvio Santos”, no SBT. Não perca!

Jair Bolsonaro é entrevistado por Cabrini no “Conexão Repórter” (Foto: Divulgação/SBT)

Se inscreva no nosso canal e fique por dentro de tudo o que acontece no mundo dos famosos e das novelas, assim como dos bastidores da TV, audiência, notícias em geral e muito mais! O que está esperando?

Você também pode gostar