Esporte

Goleiro da Chapecoense morre no hospital

Infelizmente hoje o mundo amanheceu diferente, triste com a tragédia que aconteceu com os jogadores e jornalistas brasileiros que morreram em um acidente aéreo que aconteceu na madrugada desta terça-feira nas proximidades de Medellín, localizada na Colômbia.

O time da Chapecoense estava a caminho da decisão da Copa Sul-Americana, essa era a primeira vez que o time disputaria a final de um título tão importante como esse. O goleiro Danilo o herói que classificou a equipe para a final da competição esportiva até foi levado ao hospital com vida para o hospital, mas não resistiu e morreu.

Entre um dos poucos sobreviventes está o zagueiro Neto, quem registrou as imagens da chegada dele ao hospital foi a emissora local Telemedellin. Quem também sobreviveu a tragédia foram Rafael Henzel, jornalista da Rádio Oeste Capital, Ximena Suáres, auxiliar de voo e Erwin Tumiri, técnico da aeronave.

Veja também:

No início da manhã a esposa de Alan escreveu em seu Facebook: “Graças a Deus o Alan está no hospital, estado estável. Estamos orando por todos que ainda não foram socorridos, e força para toda a família. Situação complicado, difícil. Só Deus para dar força mesmo.”

Ao total a aeronave contava com 78 pessoas, 69 passageiros e 9 tripulantes, 22 eram jogadores e outros 22 jornalistas. De acordo com informações iniciais, o avião teria sofrido com uma pane elétrica e o piloto teria liberado combustível da aeronave antes de fazer o pouso forçado para evitar que houvesse uma explosão na hora do choque ao solo. Uma outra hipótese é que o combustível tenha acabado antes do piloto fazer o pouso forçado.

Goleiro não resistiu e morreu (Foto: Divulgação)

Goleiro não resistiu e morreu (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar