Audiência da TV, Noticia

GloboNews explode na audiência com cobertura sobre prisão de Lula

Na última semana, a mídia e a televisão voltou os seus olhos em torno da prisão do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, ocorrida no último fim de semana. Dedicando toda a sua programação em pró da cobertura, a GloboNews obteve um alto desempenho, que veio ter um resultado pra lá de satisfatório na audiência.

De acordo com dados consolidados do Painel Nacional de Televisão (PNT) e divulgados pelo canal, de 6h às 5h59, durante os dias de 6 à 8 de abril, a emissora pertencente a Globosat conseguiu chegar a liderança isolada durante todo este período. O crescimento foi em torno de 356% quando leva em conta em relação as outas quatro quartas-feiras neste mesmo cenário.

No último sábado (7), quando todo o momento foi em torno da entrega de Lula para a Polícia Federal, a rede alavancou sua audiência em expressivos 1,181% no horário vespertino, e em 694% na faixa noturna. Os dados são consolidados do Ibope. Cada ponto equivale a 248 mil telespectadores referente a um seleto grupo das 15 principais metrópoles do Brasil.

Repórter da GloboNews se desespera ao fazer cobertura da prisão de Lula

A prisão do ex-presidente Lula fez as principais emissoras do país se movimentarem no último sábado (7). Isso porque foi esperado que ele se encaminhasse para Curitiba durante todo o dia, porém só por volta das 18h ele se rendeu as autoridades.

Veja também:

Com protestos contra a prisão por todo o país, a Globo espalhou seus repórteres que tiveram que enfrentar diversas dificuldades. O repórter Victor Ferreira da GloboNews em determinado momento da cobertura se desesperou, e não conseguiu esconder o susto.

Tudo aconteceu quando Lula chegou à Polícia Federal, já que manifestantes causaram um tumulto. O repórter que estava no local se assustou e disparou: “Meu Deus, o que que é isso?”. Com medo de que algo pudesse acontecer, Leila Sterenberg, que comandava a transmissão dos estúdios do canal fechado no Rio de Janeiro, suspendeu o contato com o jovem. Em seguida outros repórteres espalhados foram chamados pela jornalista. Em tempo a emissora não conseguiu fugir dos ataques, sendo chamada de ‘Golpista’, dentre outros nomes.

Logo da GloboNews (Foto: Divulgação)

Logo da GloboNews (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar