Emissoras

Globo suspende a substituição de seus correspondentes internacionais

Desde o ano passado que a Globo vem se comportando como um país em crise com o outro, chamando seus embaixadores de volta para o Brasil, no caso, esses embaixadores podem ser substituídos por repórteres. Chegando a realidade, na prática, a emissora simplesmente trouxe alguns correspondentes internacionais de volta e até agora não fez a substituição dos mesmos.

Para se ter uma ideia, em setembro do ano passado, André Luiz Azevedo, representante da emissora em Lisboa, foi chamado para voltar ao Brasil, houve a promessa de que a emissora colocaria outra pessoa no seu lugar, o que não aconteceu. Já em dezembro do ano passado, a emissora convocou  Delis Ortiz, que estava na Argentina, houve promessa de substituição, o que não ocorreu.

Veja também:

Em um momento onde a regra é controlar as despesas, a Globo entender que Argentina e Portugal não são lugares que devem ser priorizados, já que no caso da Argentina, qualquer repórter pode deixar o Brasil, rumo aos países vizinhos. Vale lembrar que o canal também não tem mais correspondente em Jerusalém, já que Rodrigo Alvarez está de volta ao Brasil. Em outros lugares, como nos EUA, a emissora substituiu seus veteranos por repórteres mais novos, que costumam ganhar no máximo 30% do salário desses “medalhões”. Ao todo, a Globo trouxe de volta ao Brasil: Renato Machado, Roberto Kovalick, André Luiz Azevedo, Delis Ortiz , Helter Duarte, Renata Ceribelli e Rodrigo Alvarez.

(Correspondentes da Globo já foram chamados de volta ao Brasil)

Correspondentes da Globo já foram chamados de volta ao Brasil (Foto: Montagem/Fanweb)

Você também pode gostar