Novelas

Globo reprova sinopse de substituta de “Malhação – Viva a Diferença”

Normalmente, os trabalhos da substituta de uma trama que está no ar geralmente acontecem muitos meses antes. No entanto, a Globo acabou perdendo o controle da situação, e a substituta de “Malhação – Viva a Diferença” teve sua sinopse reprovada. Anteriormente o Famosos na Web, inclusive, tinha chegado a citar que o trio de roteiristas Juliana Lins, Natalia Sambrini e Diego Miranda seriam os responsáveis por esta próxima temporada.

Só que o chefão da teledramaturgia, Silvio de Abreu, decidiu descartá-los, e eles não assumirão mais a novelinha teen. Em seu lugar, está sendo providenciada uma trama de Patrícia Moretzsohn. O último trabalho desta autora foi em “Haja Coração” (2016), quando colaborou Daniel Ortiz na escrita. Ela foi uma das primeiras autoras de “Malhação”, quando o folhetim estreou em 1995, além de ter escrito as temporadas de 2000, 2007, 2009 e 2013.

Salários de atores de “Malhação” estão sofrendo com defasagem

Considerado o seleiro de talentos, a Globo está cada vez mais desvalorizando aquilo que tem. Segundo uma análise divulgada pelo colunista Ricardo Feltrin do “UOL”, em sete anos está sendo verificada uma defasagem nos salários dos atores de “Malhação”. Enquanto na temporada de 2010 as estrelas esbanjavam fartos ordenados, agora elas tem de se contentarem com o pouco que há.

Veja também:

A crise fez com que as protagonistas da atual temporada recebessem o mesmo que há alguns anos atrás quem recebiam eram os atores de papéis bem menos notórios. Foi verificado que atrizes centrais como Gabriela Medvedovski (Keyla), Manoela Aliperti (Lica) e Heslaine Vieira (Ellen), de “Malhação – Viva a Diferença”, estão recebendo entre R$ 4.000 e R$ 4.500 mensais. Os outros atores novatos estão ganhando a metade, ou até menos do que isso.

Protagonistas da atual temporada de “Malhação” (Foto: Divulgação/Gshow)

Você também pode gostar