Noticia, Novelas, O Outro Lado do Paraíso

Globo intensifica as chamadas de O Outro Lado do Paraíso

A novela O Outro Lado do Paraíso ainda não engrenou na audiência, chegando ao ponto de ficar na casa dos 35 pontos, que e a meta da Globo para suas novelas das nove. Exatamente por esse motivo, sabendo que a novela ainda tem muita coisa para mostrar, e pode virar o jogo, conseguindo conquistar o público que ainda se mostra resistente, a Globo está recorrendo a sua divulgação.

Quem acompanha a programação da emissora deve ter notado várias chamadas da novela, em especial as que convidam o público para acompanhar a segunda fase da trama, que se inicia hoje, onde Clara (Bianca Bin) começa a arquitetar e colocar em prática o seu plano de vingança contra todos que a destruíram sua vida ao fazer com que ela fosse vista como uma doente mental que desapareceu do nada. Até mesmo ontem, 26, a emissora divulgou a chamada várias vez na sua grade.

+Audiência de Pega Pega é melhor que O Outro Lado do Paraíso

+Grazi Massafera avalia vingança de Clara

+Globo faz ajustes em O Outro Lado do Paraíso

Atriz de O Outro Lado do Paraíso elogia a temática da novela

Veja também:

Vivendo a vilã Sophia em O Outro Lado do Paraíso, Marieta Severo concedeu uma entrevista ao jornal Extra, e falou sobre o racismo. Ela relembrou a época em que Helena Buarque, sua filha, foi casada com Carlinhos Brown, com quem teve quatro filhos.

“Quando minha filha [Helena] se casou com aquele cara incrível que é o [Carlinhos] Brown, eu me assustei com os olhares tortos de gente muito próxima. Hoje, dói saber que Chiquinho [Chico Brown, de 21 anos, cantor e compositor], meu neto, leva tapa de segurança, passa por situações constrangedoras só por ser negro”, desabafou a global, que expulsará sua filha portadora de nanismo, Estela (Juliana Caldas), de casa, nos próximos capítulos da novela.

“Temos que ser inclementes com o racismo, não dá para relativizar!”, completou ela, que parabenizou o autor Walcyr Carrasco, por abordar temas que fazem partes do nosso cotidiano na produção das nove protagonizada por Bianca Bin, que começa a segunda fase nesta próxima segunda (27).

“Acho uma maravilha Walcyr estar tocando em feridas tão expostas, mas que muita gente finge não ver. A violência contra a mulher é outra temática importantíssima em evidência na novela. A agressão não necessariamente é física, pode ser psicológica. E está em toda parte”, completou.

Clara em O Outro Lado do Paraíso (Imagem: Divulgação/Globo)

Você também pode gostar