Globo, Noticia, Novelas

Globo fecha quarteto de autores e escolhe Alcides Nogueira para encerrar ciclo de novelas na faixa das 18h

Atualmente levando ao ar a novela Espelho da Vida na faixa das 18h, sob a autoria de Elizabeth Jhin, a TV Globo já escolheu quem serão os próximos escritores das dramaturgias da emissora no horário pós Malhação. Segundo informações da colunista Patrícia Kogut, do jornal O Globo, foram escalados para até o final de 2020 as duplas Duca Rachid e Thelma Guedes, e Thereza Falcão e Alessandro Marson, além de Alcides Nogueira.

De acordo com a publicação, a partir do dia 02 de abril, o canal carioca levará ao ar, no lugar de Espelho da Vida, a novela Órfãos da Terra, de Duca e Thelma, que será exibida até setembro para dar lugar ao remake de Éramos Seis (a novela original foi escrita por Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho e exibida pelo SBT nos anos de 1990), a qual terá Glória Pires no elenco interpretando a personagem Dona Lola.

Já em fevereiro de 2020, portanto, será a vez da trama “Nos Tempos do Imperador”, de Thereza e Alessandro, que, de uma certa forma, apresentará a sequência da novela Novo Mundo (2017). E, por fim, a faixa das seis se encerrará com uma produção escrita por Alcides Nogueira, que retornará aos folhetins globais em agosto do ano que vem. A obra, por sua vez, ainda não recebeu título e nem uma sinopse.

Alcides Nogueira escreverá novela das 18h em agosto de 2020 (Imagem: Divulgação)

Alcides Nogueira escreverá novela das 18h em agosto de 2020 (Imagem: Divulgação)

Globo produzirá filme e minissérie sobre a história de vida de Luiza Brunet

A ex-modelo Luiza Brunet ganhará, de uma certa forma, uma homenagem da Globo. Isso porque, de acordo com informações publicadas pelo site Notícias da TV, a emissora carioca produzirá um filme (Globo Filmes), que será adaptado para uma minissérie em quatro capítulos para a TV aberta, contando a história de vida da musa das passarelas e capas de revistas masculinas dos anos 1980.

Segundo a publicação, o canal dos Marinho fará uma seleção de atrizes jovens e escolherá somente uma delas para interpretar Luiza no auge de sua carreira. “É baseado no livro que lancei em 2014, Luiza. Eu recebi o convite da Carolina Kotscho, que foi roteirista de 2 Filhos de Francisco [A História de Zezé Di Camargo & Luciano, de 2005]. É um privilégio poder contar a minha história”, declarou a famosa.

Veja também:

No mais, vale também ressaltar que Brunet passou por poucas e boas ao lado do agora ex-marido, o bilionário Lírio Parisotto, que foi acusado por ela de tê-la agredido fisicamente em 2016, e, com isso, foi que a mesma passou a aderir o ativismo contra a violência doméstica.

Condenado no último dia 14 deste mês pelo Tribunal de Justiça de São Paulo, Parisotto precisará prestar serviços comunitários durante um ano e comparecer mensalmente ao fórum, sem contar ainda que ele também não pode viajar para fora do país sem autorização prévia da Justiça paulista. No entanto, os advogados do empresário podem recorrer do processo.

“Tem um recorte grande dos anos 1980, em que eu tinha o título de top model, e vai numa crescente até os dias de hoje. Não esconde nada”, afirma ela, ao dizer que a obra não esconderá nada daquilo que ela já passou ao longo de seus 56 anos de vida.

O filme, além de mostrar as agressões sofridas, também exibirá uma questão polêmica na qual se envolveu no passado: o aborto que fez aos 17 anos, quando era casada com Gumercindo Brunet. No mais, um outro ponto que ainda será exposto no longa trata-se de uma experiência homossexual que se envolveu. Atualmente, Luiza é casada com o empresário argentino Armando Fernandez e tem dois filhos, Antônio (19 anos) e Yasmin Brunet (modelo, 30 anos).

Vida de Luiza Brunet será mostrada em filme e minissérie da Globo (Foto: LEO FRANCO/AGNEWS)

Vida de Luiza Brunet será mostrada em filme e minissérie da Globo (Foto: LEO FRANCO/AGNEWS)

Você também pode gostar