Emissoras

Globo estaria tentando burlar contratos para exibir reprises no Viva; entenda

A tal polêmica estaria sendo instaurada após a Globo, logo o tão respeitado canal e correto no que sempre diz, tentar burlar com subornos os artistas que apareceram em obras nas quais a emissora tem interesse em reprisar nas mais diversas plataformas, com foco na TV paga, no canal Viva. A atual dor de cabeça começa porque antes de 1996, segundo informa o colunista Ricardo Feltrin, não havia nenhuma cláusula nos contratos com os atores que faziam as tramas em que permitissem que fosse reprisado em internet ou até em TV por assinatura.

Só após o ano de 1997 foram que as obras já tinham a tal cláusula de exibição em “outras mídias” e, além desta, a dos “direitos conexos”, nos quais os honorários de exibição garantem uma quantia pela reexibição por seja qual for a reprodução feita pelo canal. Entretanto, para exibir as reprises no Viva, a Globo estaria fazendo diferente e agindo totalmente fora da lei de acordo com o colunista.

Veja também:

Eles estariam enviando pelos correios um documento no qual informava a entrega de uma quantia e um local para assinar um outro documento onde mostraria que com o valor o artista ou seu procurador estaria ciente de tal exibição. Entretanto, os advogados logo viram que existia algo “cheirando mal”, e estão procurando a emissora para prestar esclarecimento a cerca do que seria um “suborno”, onde o que estaria certo era que eles assinassem um novo contrato e não apenas que recebessem a quantia.

(Foto:Divulgação)

(Foto:Divulgação)

Você também pode gostar