Novelas

Globo é pressionada pela Justiça e passa a tesoura em “Senhora do Destino”

Ao contrário do que se era pensado quando foi anunciada a segunda reapresentação de “Senhora do Destino”, a Globo não está podendo veicular a trama de 2004 na íntegra, assim como fez com a antecessora, “Cheias de Charme” (2012), que quase não obteve nenhum corte quando foi ao ar dentro do “Vale a Pena Ver de Novo”.

O Ministério da Justiça (MJ), órgão responsável pela classificação indicativa, já concedeu cerca de três advertências a emissora por exibir “conteúdo incompatível com a classificação atribuída”, que é de 10 anos. Para adequar o folhetim de Aguinaldo Silva ao horário vespertino, a rede carioca realizou inúmeros cortes, chegando a sumir com alguns personagens em determinados capítulos.

Apesar da derrubada da classificação indicativa, a Globo opta por adaptar a novela para “evitar que se limite em excesso o público”. Vale lembrar que nos últimos tempos, o canal passou a exibir o “Sai de Baixo” e alguns filmes da “Temperatura Máxima” com classificação de 12 anos em pleno horário da tarde. Não está em seus planos veicular uma trama com esta faixa etária.

Veja também:

Vale lembrar que a emissora têm revoltado os telespectadores por ‘passar a tesoura’ em algumas cenas marcantes. Como por exemplo, o embate entre Maria do Carmo (Susana Vieira) e Nazaré (Renata Sorrah), além da morte do taxista, de autoria de Tedesco, e a abordagem de temas como a relação gay entre duas mulheres, violência doméstica e dependência química.

Susana Vieira, Carolina Dieckmann e Renata Sorrah contracenavam juntas em ‘Senhora do Destino’ (Foto: João Miguel Júnior / TV Globo)

Acompanhe todas as novidades dos famosos e da TV, em nosso canal no YouTube!

Você também pode gostar