Band, Globo, Noticia

Globo e Band são as únicas com planos para suas programações vespertinas

É interessante se analisar o atual cenário da TV, onde curiosamente, na divisão de público por faixa, a tarde ocupa a segunda maior fatia, perdendo apenas para a noite. Com base nos números de televisores ligados, soube-se que 28% dos televisores são ligados pela manhã. Na tarde, o número aumenta para 45%, enquanto a noite, a numeração cresce para 65%, caindo na madrugada para 22%.

No entanto, é comum que os canais valorizem mais as manhãs e noite, dando até certo destaque para a madrugada, conforme avalia o colunista Flávio Ricco, que destaca a falta de interesse dos canais em tentar emplacar algo às tardes, mantendo apenas filmes e reprises no horário, que é o segundo mais visto na TV. Ainda assim, a tendência natural das coisas é que tudo permaneça igual.

Em uma rápida análise, percebe-se que de RedeTV, Globo, SBT, Band e RecordTV, apenas a Band e a Globo estão com planos de mudanças na sua grade. A primeira a fazer isso deve ser a Band, que, com a chegada de Cátia Fonseca, acabará lançando um programa voltado à mulher, dona de casa, atrelado a informações dos famosos, dentre outros. A Globo pensa na possibilidade de extinguir a Sessão da Tarde, colocando no ar uma revista eletrônica, alinhada ao jornalismo e matérias que chamem a atenção do público, mas esse é um assunto que só deve ficar para 2019.

Sessão da Tarde está próxima de ser extinta

Veja também:

Nas tardes da Globo desde 1974, a Sessão da Tarde marcou a infância de muitos que hoje são adultos. No entanto, é um programa que vem perdendo fôlego na medida em que o tempo avança. Já não tem relevância alguma na grade da emissora, visto que seus filmes, sempre ultrapassados, garantem a liderança para a emissora porque já é de praxe, é como se fosse um time que joga apenas com o intuito de cumprir a tabela. Diante disso, a Globo vai extinguir sua sessão vespertina de filmes.

Ainda não sabe-se quando, nem como haverá essa transição, porém, fica nítido o interesse do canal em propor moderno, um produto da casa, que pode até ser uma revista eletrônica, com notícias, informações gerais, dentre outros aspectos. De qualquer maneira, a emissora trabalha com cautela. É pouco provável que 2018 esse fim aconteça, já que será um ano cheio para a emissora. Porém, 2019 pode ser o ano em que muita coisa mude nas tardes da Globo. Na linha de tiro também se encontra o Vídeo Show.

Band e Globo vão mexer nas suas grades vespertinas (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar