Programas

Globo decide terminar com técnicos-assistentes no “The Voice”

Há algumas temporadas, assim como a do ano passado, era bastante comum que o “The Voice” contasse com a presença de técnicos-assistentes, que tratavam-se de cantores convidados para ajudar os titulares do programa na missão de aprimorar a apresentação dos participantes, emprestando a sua habilidade e experiência em prol do artista antes do mesmo se apresentar.

No entanto, segundo informações do colunista Flávio Ricco, esse recurso está terminado. Curiosamente, em 2016, Ivete surgiu como a supertécnica do programa, pois o título de assistente não caberia muito bom, apesar de não haver demérito algum. De qualquer forma, o homem por trás de tal determinação é Boninho, que comanda um núcleo na Globo, do qual o “The Voice” faz parte.

“The Voice” estreou na semana passada com alta audiência

A Rede Globo estreou na noite da última quinta-feria, 21 de setembro de 2017, a sexta temporada do reality show musical “The Voice Brasil”, sob o comando de Tiago Leifert e no júri de Ivete Sangalo, Michel Teló, Carlinhos Brow e Lulu Santos. A atração conseguiu registrar a melhor estreia de todas as temporadas e garantir ótima audiência para a emissora carioca.

Veja também:

Segundo dados consolidados do Kantar Ibope, o “The Voice Brasil” estreou com média de 25,2 pontos na Grande São Paulo. O reality recebeu em alta da novela “A Força do Querer” com média de 43.1 pontos, porém a atração não conseguiu manter os índices e caiu 18.4 pontos, tendo uma queda de 57% em audiência.

Essa queda brusca na audiência não atrapalhou a estreia da atração que foi comemorada nas redes sociais por todos os fãs da cantora baiana Ivete Sangalo que fez sua estreia na versão adulta do programa. Para se ter ideia a atração no ano passado conseguiu registrar média de 22.9 em sua estreia, um crescimento consideravelmente bom para a Globo.

Técnicos não ter assistentes (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar