Celebridades, Noticia

Gerson de Souza, repórter da Record, é intimado pela polícia a depor após denúncias de assédio

Após um mês das denúncias de assédio sexual contra Gerson de Souza, da Record, a Polícia Civil de São Paulo intimou o repórter para depor. No mês de maio, doze mulheres foram no departamento de Recursos Humanos da Record para acusar o jornalista de assédio, dentro da Redação do Domingo Espetacular. A emissora todas as queixas para a polícia e suspendeu o jornalista.

Segundo informações do Notícias da TV, a Secretaria de Segurança Pública afirma que emitiu na quarta-feira (26) a seguinte nota: “O caso é investigado pelo 23º DP (Perdizes). Vítimas e testemunhas foram ouvidas e o suspeito será intimado para prestar depoimento na unidade”.

Até o momento, a data do depoimento de Gerson não foi marcada. O jornalista poderá ser indiciado por crimes de natureza sexual. A polícia registrou dois boletins de ocorrência contra ele, mas considerou apenas duas vítimas, as demais são testemunhas.

Veja também:

Gerson de Souza, um dos profissionais mais experientes da Record, nega ter assediado e que estava sendo vítima de “revanchismo” de uma produtora, que atua nos bastidores apurando informações para quem aparece no vídeo. Essa profissional relatou à Record e à polícia que Souza a beijou sem seu consentimento, enquanto ela trabalhava. Outros relatos desse tipo foram ouvidos pelo RH da emissora.

Gérson de Souza é repórter do Domingo Espetacular, da Record (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar