Celebridades, Noticia

Gérson de Souza, repórter da Record, é acusado de assédio sexual

Gérson de Souza, um dos repórteres mais conhecidos e experientes da Record, foi acusado de assédio sexual por 12 mulheres, a maioria delas são colegas de Redação do Domingo Espetacular. Até o momento, Sete denúncias foram feitas nesta semana ao departamento de Recursos Humanos da emissora da Barra Funda.

Segundo informações do site Notícias da TV, nesta quinta-feira (23), sob orientação e com assistência jurídica da Record, duas mulheres registraram um Boletim de Ocorrência por assédio sexual e difamação. No final da tarde, mais cinco mulheres prestaram queixa contra o profissional no RH.

Souza nega todas as acusações, alegando ‘revanchismo’: “Eu reclamei com a chefia da qualidade das pautas dela, era roteiro que não tinha o nome do entrevistado, que não tinha informações”, diz ele. “Estou vendo isso como revanchismo. Tenho certeza de que ela está reagindo a uma observação que fiz sobre a qualidade do serviço dela”, declara Gérson.

Veja também:

Uma das vítimas, justamente a que é acusada de ‘revanchismo’, é uma profissional premiada (Prêmio Esso), conta que no último dia 8 estava sentada em sua mesa na Redação quando uma situação aconteceu, e que coisas desse tipo vêm de muitos anos. “Ele chegou por trás e me beijou na boca. Ficou mostrando a língua e saiu dizendo que roubado era mais gostoso. Foi nojento”. A Record confirma que está apurando denúncias e orientou as vítimas a procurarem as autoridades.

Gérson de Souza é repórter do Domingo Espetacular, da Record (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar