Celebridades

Gabriel Godoy revela que já passou por momento tenso por conta de personagem

No ar em “Haja Coração”, o intérprete de Leozinho contou em entrevista ao colunista Leo Dias, do jornal “O Dia”, que abandonou a pizzaria do pai, onde trabalhava, para fazer a faculdade de jornalismo: “Fiz por um ano e meio e, nesse período, trabalhei fazendo pesquisa de mercado num escritório de marketing. Mas foi pouco tempo, até eu largar o jornalismo e fazer artes cênicas”.

“Na pizzaria, eu abria massa, montava pizzas, era forneiro, depois fui garçom… Meu pai pegava a mim e meus amigos para trabalhar”, acrescentou Gabriel Godoy, que afirmou ter sido agredido certa vez por uma senhora por conta do personagem trambiqueiro: “Uma vez, eu estava tomando um café e uma senhora me deu um tapão e disse: ‘Você é muito malvado!’. Eu dei risada”.

Veja também:

Quando interpretou Afeganistão, em “Alto Astral” (2014), Gabriel lembra que a reação do público era diferente da atual: “Era algo muito carinhoso, tipo: ‘Ah, que bonitinho, que fofo, o Afeganistão…’. E agora que faço um vilão é algo como: ‘Ei, cuidado aí! Não vai matar a Fedora (Tatá Werneck)!’. Acho engraçada essa diferença e em ver como o público se envolve com as histórias. Mas como se trata de uma novela das 19h e o vilão ser mais engraçado, a reação não é tão violenta”.

Gabriel Godoy vive o golpista Leozinho em "Haja Coração" (Foto: Divulgação)

Gabriel Godoy vive o golpista Leozinho em “Haja Coração”
(Foto: Divulgação)

Você também pode gostar