Curiosidades

Flagrado em grampo, Michel Temer pode ser preso? Saiba a resposta!

Na noite de hoje, já sabe-se que o presidente Michel Temer foi flagrado em uma conversa estranha com o empresário Joesley Batista, dono do Grupo JBS (que detém marcas como Friboi e Seara) no qual o presidente teria autorizado que Joesley pagasse uma mesada ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para que o mesmo se mantivesse quieto na cadeia, afastando a possibilidade de delação premiada.

No entanto, diversos movimentos na internet e até mesmo algumas movimentações políticas já falam no fim do Governo Temer. Embora muita gente acredite que o presidente caiu em desgraça, a pergunta que não quer calar é a seguinte: Temer pode ser preso pelo o que fez? A resposta é sim, mas acompanhada de um depende e também de um porém. Segundo a revista Veja, tudo dependerá do STF.

Assim que o STF se manifestar a respeito dessa suposta delação feita pelo dono da JBS, todos saberão o que a corte máxima da Justiça brasileira entendeu desse assunto. Se ficar provado que Michel Temer autorizou o pagamento pelo silêncio de Eduardo Cunha, o STF leva para plenário a votação que decidirá se Michel Temer deve ser preso ou não. Se o plenário do Supremo Tribunal Federal aprovar, Michel Temer é preso imediatamente, independente de estar com o mandato.

Veja também:

Depois disso, apenas a Câmara Federal poderá dar início a um processo de impeachment, que sempre é decidido no final pelo Senado. Portanto, nesse momento, os olhos da imprensa devem estar voltados ao STF, pois será de lá que nas próximas horas sairá a informação que de alguma forma influenciará em todo o âmbito político. A mesma coisa acontece com Aécio Neves, que pode ser preso e ser cassado pelo próprio Senado. São possibilidades não remotas, tudo dependerá do STF.

Michel Temer pode ser preso a depender da visão do STF (Foto: Reprodução)

 

Você também pode gostar