Celebridades

Fafá de Belém fala de sua experiência com drogas e da ditadura do comportamento feminino

A cantora nunca deixou de ser autêntica ou deixou de agir da forma que acha ser certa para agradar outras pessoas, por isso Fafá de Belém foi um sucesso no Brasil nos anos oitenta e ainda continua sendo.

Sobre o fato de que as mulheres muitas vezes são oprimidas e reprimidas em relação ao seu comportamento ela fala:  “O Norte é García Márquez puro! Esse realismo fantástico dos livros dele representa o dia a dia do Norte do Brasil. A ditadura do comportamento é algo que se manifesta na bolha do Sudeste, onde se enjaulam os corpos e as atitudes das mulheres. Isso não é algo dominante no Norte”, conta.

Veja também:

Ela também diz que já utilizou drogas e que muitos artistas fazem isso: ”É hipócrita quem no meio artístico diz que não usou drogas nos anos 70 e 80. Mas o ‘exemplo’ de Elis pesava demais. A verdade é que uma hora a gente tem que pendurar as chuteiras. Hoje, gosto de um bom vinho e estou apaixonada por gin, que dá uma onda boa”, conta a artista. As informações são da revista ‘TPM’.

Fafá de Belém (Foto: Divulgação/Alexandre Moreira)

Fafá de Belém (Foto: Divulgação/Alexandre Moreira)

Você também pode gostar