Programas

Excesso de apresentadores prejudica o “É de Casa”

O “É de Casa” é um dos programas com o maior número de apresentadores da TV brasileira, tendo cinco nomes, que trata-se de Zeca Camargo, Cissa Guimarães, André Marques, Patrícia Poeta e Ana Furtado. Esse número só não é maior porque Tiago Leifert deixou  atração há meses para se dedicar a outros projetos na emissora. No entanto, ainda assim a atração acaba sendo prejudicada pelo excesso.

Segundo análise do colunista Flávio Ricco, muitos apresentadores disputando um pouco espaço de tempo acaba se refletindo diretamente no conteúdo da atração, que acaba ficando incompleto, como se observa diversas vezes, quando a pressa para passar o comando ao outro é tão grande que acaba passando por cima do assunto. Claro que isso não chega a prejudicar a audiência, que por sinal é primeiro lugar garantido, muito por conta da estratégia da Globo para manter a atração no seu foco, mesmo quando perdia para o SBT.

Volta e meia tem gafe no “É de Casa”

Após ter reclamado ao vivo com blogueiras por elas terem se recusado a pegar uma comida típica do São João uma semana que antecedeu a última do mês de junho, no “É de Casa”, André Marques passou por mais uma saia justa e acabou se confundindo no programa. Ele acabou chamando o zootecnista Alexandre Rossi de Tiago Leifert.

Veja também:

Claro, a ‘confusão’ não passou de uma brincadeira do apresentador, já que a aparência dele lembra muito a do apresentador do “Zero1”, que inclusive foi motivo para Ana Furtado informar que os internautas estavam comparando o especialista com o profissional, que também já apresentou o “É de Casa”, antes de ser escalado para comandar o “Big Brother Brasil”. “Gente, o que o Tiago Leifert está fazendo no É de Casa?”, escreveu uma internauta. “Tiago Leifert saiu do ‘BBB’?”, perguntou outra, ironizando.

Há muitos apresentadores no “É de Casa” (Foto: Reprodução)

Acompanhe todas as novidades dos famosos e da TV, em nosso canal no YouTube!

Você também pode gostar