Band, Noticia

Ex-funcionários denunciam a Band por não cumprir normas de segurança

Segundo o colunista Flávio Ricco, antigos funcionários da Band alegaram que a sede da empresa, localizada em São Paulo, estava repleta de irregularidades, que comprometiam as normas de segurança. O principal receio dos antigos colaboradores está relacionado aos incêndios.

O principal fator é a falta da AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros, ou seja, é preciso que seja feita uma inspeção para verificar e atestar se todos os parâmetros de segurança foram preenchidos. Buscando prevenir futuros incidentes, como a questão do fogo.

Na verdade, o que está faltando é o mesmo documento que o CR Flamengo não tinha. O que acabou gerando a tragédia no Ninho do Urubu, causando a morte de vários atletas da categoria de base. De acordo com as informações a Bandeirantes estaria com a portas corta-fogo danificada e que a última vistoria foi feita em 2002.

Veja também:

O petróleo também está ocasionando alguns problemas. As testemunhas afirmaram a existência de 15 mil litros oléo dísel enterrado, além de 250 litros de combustível que estão suspensos e que representam um perigo iminente. “Esses tanques têm dado adicional de periculosidade para todo e qualquer funcionário”, disse um dos denunciantes.

“Não há qualquer equipamento nos estúdios da emissora ou em suas áreas técnicas com uso de gás encanado ou de botijão, cabendo esclarecer ainda que os cooktops e fornos utilizados nas gravações do programa ‘MasterChef’ são elétricos. A Band possui os projetos técnicos aprovados pelo Corpo de Bombeiros e algumas obras de adequação estão em fase de execução. o projeto para tanques e bombas encontra-se em fase de aprovação, entretanto os tanques existentes foram instalados de acordo com a legislação e normas pertinentes, estando devidamente isolados e protegidos de qualquer incidente”, respondeu a Band em comunicado.

Band é denunciada por não cumprir normas de segurança (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar