Celebridades

Ex-BBB Marcos tenta suspender investigações por agressão contra Emilly

Temendo que isto chegue a prejudicar sua carreira profissional, Marcos Harter teria entrado com uma ação na Justiça para suspender as investigações sobre o caso de agressão contra Emilly no “Big Brother Brasil 17”.

O cirurgião plástico, de acordo com o jornal “O Globo”, fez um pedido de habeas corpus e solicitou que o inquérito contra ele na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (DEAM) seja extinto. Ele teria alegado que Emilly não o acusou formalmente de qualquer agressão, e que por isto não pode continuar sendo incriminado. Marcos ainda teria afirmado que a delegada do caso, Viviane da Costa, não tem competência para ser responsável pelo caso.

Por outro lado, o juiz Marco Couto, da 1ª Vara Cível de Jacarepaguá, teria acatado o pedido do médico e convocado Viviane a prestar esclarecimentos dentro de um prazo de 72 horas. Apenas após os esclarecimentos que o juiz decidiria pela suspensão ou não do caso. Já a delegada nega que as investigações serão interrompidas, e ainda garante que elas seguirão mesmo sem a vontade de Emilly.

EM TEMPO

Veja também:

Através de nota emitida para a imprensa, o cirurgião-plástico Marcos Harter desmentiu no início da tarde desta quarta-feira, 19 de abril, a informação publicada pelo jornal “O Globo”. “Tomei conhecimento hoje, através da imprensa, de que foi impetrado em meu nome um habeas corpus. Nego veementemente qualquer medida nesse sentido. Isso não foi efetuado por mim, nem pelos advogados que me representam“, escreveu o ex-BBB.

Marcos depôs em delegacia no RJ. (Imagem: Marcello Sá Barreto/AgNews)

Você também pode gostar