Globo, Noticia, Programas

Episódio do Tá no Ar inspirado em Chaves ganha elogios na web e do criador da abertura original

Na noite desta quarta-feira (15), estreou na Globo a última temporada do Tá no Ar. Durante a exibição, o público foi surpreendido com a ‘Vila Militar do Chaves’, momento do humorístico inspirado na série mexicana Chaves. A sátira fez críticas a Jair Bolsonaro, mostrado como dono da vila, e arrematou com a música: “Aí vem a ‘Vila Militar do Chaves’, todos atentos no tocante ao ‘taokei’, aí vem a ‘Vila Militar do Chaves’, se não gostar eu também mando te prender! Isso, isso, isso daí”.

Nas redes sociais, a paródia fez o maior sucesso com muitos telespectadores. No entanto, outra parcela do público, apoiadores do presidente eleito, não poupou críticas. O mais surpreso foi Mário Lúcio de Freitas, criador de Aí Vem o Chaves, tema da abertura exibida pelo SBT há 30 anos. O músico aprovou a versão feita pelo humoorístico.

“Realmente, fiquei muito surpreso. É muito importante para nós, autores, termos um trabalho de 30 anos sendo lembrado e prestigiado pela maior emissora do país. Ficamos muito contentes com isso”, comemorou Mário Lúcio, com a repercussão.

Veja também:

Na ‘Vila Militar do Chaves’, Jair Bolsonaro (Marcelo Adnet) é o dono da vila e fala para Seu Madruga (Marcius Melhem) “já ir se acostumando” a pagar os 14 meses de aluguel que está devendo. Além dessa, foram feitas muitas outras referências as falas do presidente. O personagem de Adnet ainda chamou de “vagabundo”: Madruga, por estar desempregado, Chaves (Márcio Vito), por não ter casa, e o Professor Girafales (Danton Mello), por ensinar “ideologia de gênero, kit gay e darwinismo”. Nem a Chiquinha (Luana Martau) escapou, já que Madruga “deu uma fraquejada” ao ser pai de menina. Assista na íntegra o Vila Militar do Chaves, do Tá no Ar:

Você também pode gostar