Audiência

Emissoras optam pela não divulgação de números da GfK e o mistério continua

Como já informado, a GfK começou as medições no Brasil. Logo de cara, o colunista Ricardo Feltrin revelou que a Record e o SBT tinha mais audiência que o normal. De fato isso ocorre, pelo menos com o SBT.

De acordo com informações do jornal Folha de São Paulo, a emissora de Silvio Santos discrepâncias e tem números maiores que os do Instituto que mede audiência na faixa da tarde.

De fato, o que deixa as pessoas em dúvida é a não divulgação desses dados. Segundo o colunista Flávio Ricco, do Uol, O que se alega oficiosamente nos bastidores é que há um acordo entre as emissoras associadas –SBT, Record e Rede TV!–, para que essas audiências só se tornem públicas em 15 dias.

Esquisito, não é? Parece que empurram com a barriga. O que pode mudar agora ou em 15 dias? Procuradas, nenhuma das emissoras associadas foram encontradas para falar do assunto. O que se sabe é que elas segue divulgados dados do antigo instituto.

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)