Emissoras

Emissoras de TV se rendem a crise e estacionam investimentos em 2017

Com uma certa instabilidade política, o Brasil mais uma vez anda com a crise econômica em seu retrovisor. O número de desempregados é cada vez maior, e estes índices aterrorizam diversas famílias no país, que veem o pão de cada dia ameaçados pelo período de recessão.

Vista por muitos como um setor “blindado”, as TV’s inclusive estavam demonstrando isto com os investimentos anunciados mesmo em uma época difícil. No entanto, segundo análise divulgada pelo colunista Flávio Ricco, as emissoras tiveram de se render e estacionar tudo o que estava previsto para este ano.

Veja também:

Os planos para o segundo semestre foram, em sua maioria, adiados para um momento mais oportuno. Com exceção da Globo, serão pontuais os lançamentos na TV a partir de agora até o final do ano. Tudo isto é uma tática para que as empresas acabem não caindo de vez neste cenário dramático que está se repetindo em 2017, e que aparentemente apenas a emissora carioca se mostra firme.

Logomarca das principais emissoras de TV do país (Foto: Montagem)

Você também pode gostar