Novelas

Em “Pega Pega”, Agnaldo será preso

Nos próximos capítulos da novela “Pega Pega”, Agnaldo (João Baldasserini) acabará sendo preso pelo roubo do hotel. Tendo acontecerá após Wanderley (Bernardo Marinho) dizer a polícia que ele mentiu em relação ao álibi do irmão e que Agnaldo também foi um dos assaltantes.

Apesar de tentar fugir, Agnaldo acabará sendo capturado pela polícia e levado para a delegacia. Ele tentará inocentr Wanderley: “Meu irmão não teve culpa de nada, não roubou ninguém. Eu juro. Só pedi para ele dizer que estava comigo aquela noite.”

“A gente sabe que ele não estava no hotel na hora do roubo. O Wanderley estava com o Dílson (Ícaro Silva) na banca de balas”, falará Domêncio (Marcos Veras). “Mas ele mentiu para a polícia, para te ajudar. E foi se encrencando. Pode até ser indiciado por falso testemunho”, dirá Antônia (Vanessa Giácomo). Antônia ainda vai querer saber de Agnaldo, quem estava com ele na noite do crime: “Eu não vou falar nada sem um advogado. Eu tenho direito a ter um”, irá dizer ele.

Globo manda indireta a Temer em cena de “Pega Pega”

Na noite desta segunda-feira, 14 de agosto, a Globo exibiu mais um capítulo de “Pega Pega”. Em meio a tantas cenas, pode ser que o público nem tenha se dado conta, mas uma em questão acabou tendo um diálogo muito familiar e que é bastante conhecido dos brasileiros. Mostrando os desfechos da decisão de Júlio (Thiago Martins) em se entregar para a polícia por conta do roubo ao Carioca Palace, os comparsas do criminoso ficaram preocupados.

Veja também:

Enquanto Agnaldo (João Baldasserini) e Sandra Helena (Nanda Costa) estavam imaginando que tinham sido entregues por Julio, eles ficam surpresos ao tomarem conhecimento de que o criminoso não entregou ninguém e que declarou não ter visto o rosto de quem esteve com ele na noite do crime. Enquanto todos comemoram, Malagueta (Marcelo Serrado) acaba soltando uma frase.

O ex-concierge declarou em relação ao comportamento de Júlio: “Tem que manter isso”. Essa frase se tornou bastante conhecida em maio, quando o presidente Michel Temer foi gravado pelo empresário Joesley Batista em situações comprometedoras. Na situação onde a frase foi aplicada, o então presidente do Grupo JBS deixava a entender que estava pagando para comprar o silêncio de Eduardo Cunha, preso há algum tempo.

João Baldasserini é Agnaldo em “Pega Pega” (Foto: Reprodução)

Acompanhe todas as novidades dos famosos e da TV, em nosso canal no YouTube!

Você também pode gostar