Celebridades

Em entrevista, Ivete Sangalo revela: “Não admito um homem bater numa mulher…”

Ivete Sangalo é uma mulher de várias funções, e uma dessas é apresentar o programa “Superbonita”, do canal GNT, que volta nesta segunda-feira (22), às 21h30, sob o comando da cantora, que já está na quarta temporada consecutiva no comando da atração.

Em entrevista à revista “Canal Extra”, do jornal “Extra”, a baiana falou sobre o assunto que será tema principal da nova temporada: o feminismo. “O feminismo apareceu em busca da igualdade de direitos. Não admito um homem bater numa mulher. Ao mesmo tempo, uma mulher não pode bater num homem. Eu levanto todas as bandeiras. Contra a homofobia, o maltrato às mulheres, o abuso sexual de crianças e adolescentes… Acho que o feminismo é isso: respeito a todos”. Ao ser perguntada se sofreu algum tipo de abuso durante a sua vida, a cantora disse: “Existem nos anais da humanidade várias possibilidades de cantadas. Mas nunca as encarei de maneira pejorativa. E, em todas as ocasiões em que eu precisei dar uma interceptada, sabe aquele toque do tipo ‘ô, rapaz, preste atenção’, fui respeitada”.

Ainda na entrevista, Ivete, que se diz vaidosa na medida certa, revelou que atualmente está sempre bem arrumada, e explica o motivo: “Não tenho receio de sair de casa com o cabelo molhado, mas não desafio a boa vontade das pessoas. Hoje em dia tem selfie, é normal que todos peçam para tirar foto. Tenho que estar arrumadinha. Mas vaidade para mim sempre foi cuidar da saúde. Faço atividade física e me alimento bem. Claro que isso reflete no corpo, nas unhas, no cabelo”.

Ivete, ainda comentou que condena a importância que as mulheres dão, quando o assunto é o envelhecimento. “Os homens não falam nisso, aceitam o cabelo grisalho, as rugas, lidam melhor com o assunto. Ganhei muita celulite depois da gravidez, mas adquiri tantas outras coisas. Quando começo a me condenar com a idade, lembro que veio meu filho, minha paz. Eu me sinto muito melhor hoje, com toda maturidade”.

Veja também:

Casada com o nutricionista Daniel Cady, que é 13 anos mais novo que ela, Ivete revela que o assunto nunca foi um problema, porém, nem sempre foi assim…”Confesso que, no início do nosso namoro, eu ficava fazendo as contas. Quando eu tiver 50, Daniel terá 40… Ferrou. Mas nossas conversas são avessas a essas questões. É uma preocupação que hoje nem existe. Ele ria de tudo isso e dizia para eu tirar essas coisas da cabeça. Meu marido fala que nenhuma mulher da minha idade chega virada do show, brinca com filho e no outro dia acorda e vai malhar. E vamos combinar que não é grana, beleza nem idade. Relacionamento é o encaixe com a pessoa. E, se você encontra esse encaixe, meu bem, é uma delícia”.

Agora, quando o assunto é o filho Marcelo, de 6 anos, a cantora diz ter uma atenção especial com a educação do herdeiro. “Eu tento encarar que estou formando o marido de uma outra mulher. Não é verdade? Digo sempre: ‘Filho, ninguém pode te bater nem você pode deixar ninguém te desrespeitar’. É tão difícil educar. Falo que é uma espécie de vigília. Em todo momento, é preciso condicionar a criança. E, quando conseguimos fazer isso com êxito, nos tornamos alguém melhor. Não tenho dúvida de que sou uma pessoa muito mais evoluída”, disse.

Ivete Sangalo (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)

Ivete Sangalo (Foto: Isabella Pinheiro/Gshow)

Você também pode gostar