Emissoras

Em dia de comoção nacional, SBT prioriza a exibição de desenhos animados

Já não é uma novidade para ninguém que a grade do SBT é “extremamente consistente”. Não importa o que aconteça, a exibição dos desenhos é sagrado. Ontem, 29, o Brasil amanheceu em choque com a notícia de que o time da Chapecoense morreu em um acidente aéreo na Colômbia. O SBT, por volta das 5 da manhã, ainda no “SBT Notícias”, afirmou que o avião tinha desaparecido dos radares, mas evitou falar em queda.

Pela manhã, quando o dia amanheceu, o que se viu foi uma Globo, Band e Record colocando seu jornalismo em cima dos fatos, deslocando correspondentes, mantendo contato com portais internacionais e etc. No entanto, o SBT resolveu se abster da cobertura, se limitando a simples boletins ao longo da sua programação. Sabendo a emissora de milhões de brasileiros queriam saber o que estava acontecendo, o canal preferiu priorizar a exibição de desenhos animados e tudo normal.

Veja também:

A Globo sacrificou a sua programação local pela manhã, para que o jornalismo pudesse atuar. O “Mais Você” e “Bem Estar” não foram exibidos, por conta do jornalismo. O “Encontro” foi desmontado e virou uma extensão do jornalismo do canal, assim como o telejornal local foi adiantado, “Globo Esporte – Local” foi cancelado, dando espaço ao nacional. No final das contas, a Globo sacrificou toda a sua grade, assim como a Band, que pela manhã foi também flexível, priorizando o jornalismo. A Record não mexeu na grade, mas todos os programas do canal deram amplo espaço a tragédia. No SBT, infelizmente, o desenho era importante demais para ser interrompido.

O SBT preferiu exibir desenhos e novelas mexicana (Foto: Reprodução/Internet)

O SBT preferiu exibir desenhos e novelas mexicana (Foto: Reprodução/Internet)

Você também pode gostar