Celebridades

Em cima da hora, Dilma Rousseff desiste de fazer pronunciamento em rede nacional

A presidente Dilma Rousseff pode estar vivendo os seus últimos dias a frente da presidência da república. Com a votação do impeachment prevista para o próximo domingo, 17, a presidente sabe que a situação é extremamente difícil. A base aliada garante que a oposição não terá os 342 votos necessários, já a oposição garante que tem muito mais que isso.

O fato é que ã presidente sabe da dificuldade que terá e exatamente por isso, em uma decisão de última hora, decidiu que faria um pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TVs e isso estava mantido até a tarde de hoje. Mas de última hora, por algum motivo, a presidente decidiu que esse pronunciamento só iria ao ar pela internet.

Essa pode ter sido uma estratégia para evitar o ‘panelaço’ e  assim evitar que a presidente tenha a imagem mais arranhada. Para que se compreenda melhor o processo de impeachment, é necessário que se diga que para que o processo seja aprovado na Câmara Federal, são necessários 342 votos ou mais. Se faltar um parlamentar para completar esse número, o processo é rejeitado.

Veja também:

No entanto, se o processo for aprovado na Câmara, não significa que Dilma deixará a presidência imediatamente, pois o processo terá que ser apreciado e aprovado pelo Senado. Lá, pelo o processo terá que ser aprovado por pelo menos 54 senadores. Se aprovado por esse número, Dilma será afastada da presidência por 180 dias para provar sua inocência.

(Dilma Rousseff trabalha nos bastidores para barrar o impeachment )

(Dilma Rousseff trabalha nos bastidores para barrar o impeachment )

Você também pode gostar