Celebridades, Emissoras, Noticia

EBC lança nota sobre abandono ao vivo de Pedro Cardoso do Sem Censura

O ator Pedro Cardoso, na tarde desta última quinta-feira (23), causou polêmica nas redes sociais, após abandonar ao vivo o programa exibido na TV Brasil, o Sem Censura. Ele resolveu apoiar a greve de alguns trabalhadores da TV pública e protestar contra um comentário racista feito pelo presidente da empresa contra a atriz global Tays Araújo.

“Peço desculpas a vocês, mas não vou responder a essa pergunta e nenhuma outra. Cabe a mim o respeito a todos vocês, aos parados e aos que estão trabalhando, aos que estão aqui. Mas eu, diante deste governo que está governando o Brasil, eu tenho a convicção de que as pessoas que estão fazendo essa greve estão cobertas de razão”, disse o ator ao vivo.

“O presidente daqui, uma empresa do povo brasileiro, fez um comentário extremamente inapropriado a respeito do que disse uma colega minha [a atriz Taís Araújo], onde a presença do sangue africano é visível na pele. Em alguns de nós, ele está presente também na pele, mas em todos nós ele está. Então, se esta empresa, que é casa do povo brasileiro, tem na presidência uma pessoa que fala contra isso, eu não posso falar do assunto que eu vim falar aqui”, continuou Pedro.

+ Ator é acusado de querer aparecer após abandonar programa ao vivo

Veja também:

+ Famoso faz discurso revoltado e abandona ao vivo programa da TV Brasil

Em nota a EBC disse o seguinte: “O ator Pedro Cardoso expressou-se livremente no programa Sem censura desta tarde. Esta postura da Empresa Brasil de Comunicação é o resultado da diretriz jornalística e profissional implementada pela atual direção. Nossa programação é a prova viva – e ao vivo – de que esta empresa de comunicação pública é plural, é democrática, acolhe a diversidade de opinião e respeita a lei, inclusive o direito de greve”.

Pedro Cardoso se revoltou ao vivo e abandonou o Sem Censura (Imagem: Reprodução/TV Brasil)

Você também pode gostar