Celebridades

Direção da Globo teme prisão de Glória Maria em aeroportos

Em entrevista concedida ao “Lady Night”, programa de Tatá Werneck na TV fechada, a jornalista Glória Maria falou sobre os cuidados que mantém com a saúde. Tomando mais de 100 comprimidos por dia, entre vitaminas e suplementos, a veterana se recusa a dizer sua idade. No entanto, ela acabou confessando que seu excesso de remédios é uma preocupação com os diretores da TV Globo.

Segundo Glória, o grande número de comprimidos que a mesma leva na bagagem pode lhe causar problemas, inclusive uma prisão no aeroporto: “Nunca fui presa, mas meus diretores morrem de medo que eu seja presa por excesso de pílulas. Levo uma mala de mão com as minhas pílulas, porque elas não podem correr o risco de extraviar. Algumas vezes me param para ver o que é, mas tudo bem. Até hoje nunca deu problema”, dirá.

Durante a entrevista, Glória Maria foi lembrada do ano passado, quando a mesma fez uma viagem e conheceu uma  comunidade rastafári e acabou ficando fora de si após fumar maconha: “Era uma comunidade rastafári seríssima, aí o cara veio com aquele negócio cheio de erva e de água. Não engasguei, não aconteceu nada, só fui para outro plano”, declara. Glória ainda disse que foi um dos momentos mais simples da sua vida, porém,  o efeito da maconha só passou umas seis horas depois.

Veja também:

Em um determinado momento, Tatá questionou se rola uma competição com os demais jornalistas que estão fazendo viagens para outros países. Categórica e segura da sua carreira, Glória acaba dizendo que não: “Eu não consigo ter porque quando eles estão indo eu já tô voltando, eu nunca sei onde eles estão”,diz, é quando Tatá provoca os risos na plateia ao dizer que era isso que ela queria, polêmica.

Glória Maria nunca teve problemas com a polícia  (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar