Celebridades

Delegada afirma que Marcos e Emilly se emocionaram na delegacia

Entrevistada pelo colunista Leo Dias, a delegada da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, Viviane Costa, revelou detalhes dos depoimentos dados por Marcos Harter e Emilly Araújo. Os ex-‘BBB’s se envolveram numa polêmica nos últimos dias do “BBB17”. O cirurgião havia sido acusado de agredir a gaúcha, no qual manteve um romance enquanto permaneceu confinado. O mesmo foi expulso do programa às vésperas da final.

A advogada explicou de que maneira recebeu as denúncias. “As denúncias vieram pelo bombardeio da internet. Na verdade eu nem vejo o programa e foi pela internet que começaram a me mandar alguns links e analisando juntamente com a diretora do departamento, verificamos que ali estaria sim ocorrendo uma violência doméstica. A natureza dessa violência possivelmente seria sim uma lesão corporal”, afirmou. “A questão do grave ou leve o que nos diz isso é justamente a tipicidade. Nosso Código Penal define a lesão como leve, grave, gravíssima ou lesão corporal seguida de morte. No caso, somente um laudo pericial vai dizer. Nós estamos no aguardo desse laudo pericial”, continuou.

Viviane ainda deu detalhes das análises feitas pelos depoimentos. “Os depoimentos foram tomados em sede policial. Tanto da Emily quanto do Marcos. Eu estou analisando os dois depoimentos e aguardando o laudo pericial. Estou analisando as imagens e logo logo o inquérito vai estar concluído”. Ao ser questionada sobre uma possível emoção da parte dos dois ao deporem, ela concluiu: “Sempre tem, né”.

Emilly e Marcos no “BBB 17”. (Imagem: Reprodução/Globo)

Marcos não descarta reatar com Emilly

Veja também:

Pela primeira vez após a expulsão do “Big Brother Brasil 17”, Marcos Harter falou sobre tudo. Questionado quanto a sua participação na festa da grande final e o afastamento de Emilly, ele afirmou: “Esperei o abraço dela que infelizmente não veio. Esperei a reação que ela tanto verbalizava lá dentro, especialmente após minha saída“.

Infelizmente ainda não conversamos, mas espero que isto aconteça em breve. Quanto ao relacionamento, este depende justamente desta conversa“, disse o cirurgião-plástico em entrevista à jornalista Laís Gomes ao falar sobre a possibilidade de seguir no relacionamento com a gêmea fora do confinamento.

Você também pode gostar