Band, Noticia, Programas

De saída da Band, equipe do Pânico cancela gravações

Restando um pouco mais de um mês para se despedir da TV Bandeirantes, a equipe que integra o humorístico Pânico na Band – dentre eles produtores e elenco -, já foi comunicada extraoficialmente pela direção do canal do Morumbi de que as gravações do programa teriam que ir sendo, aos poucos, canceladas, visando o fim do dominical.

De acordo com informações da jornalista Keila Jimenez, do portal R7, a maioria dos componentes da atração já não possuem mais nenhum tipo de trabalho a ser realizado por lá, assim como também alguns produtores, que estão sendo demitidos. Além do mais, o humorístico ficará no ar até o dia 31 de dezembro, um domingo, onde já teve as edições de natal e ano novo gravadas.

Ainda segundo a publicação, o apresentador Emílio Surita e os demais integrantes não deverão falar nada para o seu público acerca do assunto até o último dia de exibição. Vale ainda lembrar que Tutinha, dono do formato, não conseguiu, até agora, fechar contrato com outra emissora para 2018, fazendo então com que o futuro do Pânico seja incerto para os próximos anos. O último programa ao vivo, na Band, será veiculado no dia 17 de dezembro.

+ Elenco do Pânico pode ser dispensado sem ganhar um real

+ Rejeitado pelo SBT, Pânico também é descartado pela RecordTV

Veja também:

+ Valdemiro Santiago quer ficar com horário do Pânico em 2018

Sabrina Sato pede perdão por saída do Pânico

Após ter se tornado conhecida nacionalmente depois de sua participação no Big Brother Brasil 3, Sabrina Sato assinou com o Pânico no mesmo ano, em 2003, e durante uma década integrou na trupe do humorístico, entre as passagens pela RedeTV! e Band, que será extinto no mês que vem após cinco anos.

Em entrevista, a apresentadora relembrou a época da sua conturbada saída do programa para assinar com a Record, de onde hoje comanda sua atração autointitulada nos sábados da rede de Edir Macedo. “Perdão, amigos”, disse Sabrina, após Álvaro perguntar se ela queria se desculpar com alguém. “Eu amo eles, sabia? A gente ainda se fala. Mas é igual ex-namorado. No início, tem aquela mágoa, sempre um sofre mais do que o outro”, declarou.

Emílio Surita comanda o Pânico na Band (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar