Celebridades

Datena diz que é perseguido por acreditar em Deus

O apresentador José Luiz Datena causou uma grande polêmica nesta quarta-feira, 18 de maio, ao afirmar que sofre preconceito por expor opiniões ligadas à religiões. Durante o “Brasil Urgente”, o jornalista desabafou, dizendo que chegou a ser processado por seus comentários e ainda afirmou que respeita ou ateus.

“Eu sou perseguido só por acreditar em Deus e por falar isso sempre aqui. Quem tem Deus no coração é respeitador, ama o próximo, não faz essas barbaridades que nós mostramos aqui todos os dias, infelizmente”, disse o apresentador da Band, em uma fala de quase cinco minutos.

O desabafo de Datena se deve a uma reportagem feita em 2010, quando um jovem foi fuzilado, segundo ele e o repórter Márcio Campos, o crime aconteceu porque Deus não estava presente na vida dos envolvidos. O jornalista chegou a afirmar que só quem não acredita em Deus seria capaz de cometer tais atos

Veja também:

Porém, as afirmações feita pelos profissionais levaram a Band a ser processada pela Associação de Ateus de São Paulo. No final, a emissora fez um acordo com o Ministério Público Federal de São Paulo, sendo obrigada a exibir vídeos de no mínimo 40 segundo, destacando que o Brasil não possui religião oficial.

Datena diz que sofre preconceito por acreditar em Deus

Datena diz que sofre preconceito por acreditar em Deus

Você também pode gostar