Celebridades

Com contrato vencendo esse ano, Celso Portiolli pode deixar o SBT

Muita gente ainda se pergunta o que realmente está por trás de todas as movimentações que vem acontecendo no SBT. O que está por trás ainda é uma incógnita, mas quem está por trás, esse tem nome e sobrenome: Sílvio Santos. O dono do SBT foi o responsável por mandar extinguir o “Domingo Legal”, e voltou atrás após receber uma sequência de alertas.

Segundo informações do site Na Telinha, antes de iniciar as mudanças, Sílvio Santos encomendou um estudo de viabilidade através do departamento comercial do SBT. O resultado do estudo mostrou que não é o momento de investir em Celso Portiolli aos sábados, abrindo mão do “Domingo Legal”. Os custos dessa mudança seriam grandiosos, e que o mercado publicitário ficaria com um pé atrás, já que não há recursos para aventuras.

Na prática, o “Domingo Legal” é um programa consolidado, já está na grade do SBT há muitos anos e tem um apelo comercial bem interessante, por isso mesmo, Sílvio Santos ouviu dos executivos que o ideal é trabalhar no conteúdo do “Domingo Legal”,  e manter Raul Gil aos sábados, que além de apresentar números interessantes, ainda tem um custo bem pequeno, de apenas 100 mil reais, fechando sempre no azul.

Ainda segundo a publicação, nesse momento, a situação de Celso Portiolli é extremamente complicada, já que no segundo semestre desse ano, o seu contrato com o SBT vai vencer, aí que começa toda a peleja de cogitações, pois as chances de uma demissão nunca estiveram tão em alta para Celso, que depois de muitos anos, pode terminar sem contrato renovado.

Celso Portiolli nunca esteve tão próximo de ser demitido (Foto: Reprodução/Internet)

Veja também:

 

 

Você também pode gostar