Globo

Cinegrafista da Globo é expulso da Câmara Municipal de São Paulo

Uma confusão na tarde desta terça-feira, 12 de dezembro, acabou envolvendo uma equipe de reportagem da Globo e a Guarda Civil Metropolitana de São Paulo. O tumulto aconteceu na Câmara Municipal da cidade durante o momento que uma equipe da emissora tentava cobrir o protesto de estudantes contra o projeto de lei Escola Sem Partido.

O repórter cinematográfico Marcelo Campos registrou o momento em que os agentes o mandaram sair a empurrões. “SPTV 2ª Edição” exibiu as imagens e apresentadora Michelle Barros comentou o ocorrido. “A sessão de hoje na Câmara Municipal de São Paulo terminou em violência, confusão e tentativa de coibir a liberdade de imprensa”, disse.

“Os manifestantes foram retirados à força pela Guarda Civil Metropolitana, que também agiu com truculência contra o trabalho da nossa equipe”, concluiu. Na sequência, o canal exibiu as imagens do momento em que o presidente da Câmara Municipal dava ordem para os Guardas Municipais Metropolitanos expulsarem os manifestantes.

Veja também:

Nesse momento, uma guarda se aproximou do cinegrafista e pediu que ele se retirasse do local, pois não tinha autorização. O profissional se negou a sair, até que um outro guarda apareceu e o retirou da sala com empurrões. Vale lembrar que como era uma audiência pública, o canal não precisava de autorização para gravar as cenas.

Confusão envolvendo equipe da Globo e a Guarda Municipal Metropolitana

Confusão envolvendo equipe da Globo e a Guarda Municipal Metropolitana (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar