Emissoras, Globo, Noticia

Chico Pinheiro é vetado pela Globo e não fará mais parte do rodízio do Jornal Nacional

Antes escalado para substituir eventualmente os titulares William Bonner e Renata Vasconcellos à frente da bancada do Jornal Nacional, aos sábados e feriados, o jornalista Chico Pinheiro, do Bom Dia Brasil, foi vetado pela TV Globo e, com isso, não poderá mais ser sondado para comandar o principal telejornal da emissora. Sendo assim, ele não fará mais parte do rodízio que acontece entre os profissionais da casa.

De acordo com informações publicadas pelo colunista Ricardo Feltrin, no UOL, agora quem passará a ser designado para realizar essa função de “tapa buraco” no JN serão os jornalistas Dony de Nuccio (Jornal Hoje) e Flávio Fachel (Bom Dia Rio). Isso, no entanto, também acontecerá devido a saída de Alexandre Garcia do canal carioca, após 30 anos.

No mais, a publicação ainda ressalta que, ao contrário do que fez o diretor geral de Jornalismo sobre o desligamento de Garcia da Globo, Ali Kamel “não emitiu nenhuma nota a respeito do afastamento de Chico Pinheiro” do noticiário de maior audiência da emissora. Heraldo Pereira (Jornal da Globo), por sua vez, não foi afetado pelas mudanças e seguirá normalmente no rodízio de apresentação.

Chico Pinheiro não estará mais no "Jornal Nacional" (Foto: Reprodução)

Chico Pinheiro não estará mais na apresentação do “Jornal Nacional” (Foto: Reprodução)

Saída de Alexandre Garcia

O apresentador e comentarista político Alexandre Garcia, de 78 anos, deixou a Rede Globo após 30 anos. A informação foi confirmada pela emissora na última sexta-feira (28). Em comunicado, o diretor de jornalismo da emissora, Ali Kamel, disse que o jornalista foi quem decidiu se desligar do canal e o elogiou por seu legado profissional.

Alexandre, em alguns momentos, teve posicionamentos contrários aos do grupo, mas isso não foi o real motivo de sua saída. “Em decisão muito refletida, depois de quase 31 anos de trabalho aqui na Globo, Alexandre decidiu deixar a emissora para amenizar um pouco o seu ritmo frenético de trabalho. Diante do trabalho exemplar ao longo de todos esses anos, é uma decisão que respeito. Ele deixa um legado de realizações que ajudaram o jornalismo da Globo a construir sua sólida credibilidade junto ao público. O trabalho na Globo foi a sequência de uma vida profissional que poucos podem ostentar”, afirmou o diretor.

Veja também:

Kamel ainda agradeceu a Garcia pelos serviços prestados. “Em nome da Globo, eu agradeço tudo de grande que Alexandre fez para o jornalismo da emissora, um legado que deve inspirar a todos nós que aqui trabalhamos: profissionalismo, brilho, correção e competência. E eu agradeço tudo o que fez por mim, seu jeito gentil, sua generosidade. Muito obrigado, Alexandre, um grande abraço, que você seja muito feliz, porque você fez por merecer”, ressaltou.

Mais tarde, Alexandre Garcia também se despediu da Globo e agradeceu aos agora ex-colegas de emissora. “Nesses 31 anos de aprendizado, agradeço o companheirismo, o carinho, a confiança, o respeito, que recebi de todos na Globo”, escreveu em suas redes sociais. O jornalista entrou na Globo em março de 1988. No canal, ele teve funções de repórter e diretor de jornalismo antes de se tornar comentarista político e apresentador. Atualmente, ele atuava como comentarista político do Bom Dia Brasil.

Como jornalista, Alexandre Garcia passou pelos principais telejornais da emissora, como Jornal Nacional, Jornal Hoje e Jornal da Globo, e foi um dos mediadores do polêmico debate entre os presidenciáveis Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Collor, em 1989. No Fantástico, no início de sua carreira na emissora, apresentou um quadro de crônicas que levava seu nome.

Na nota, Ali Kamel afirma ainda que Garcia não deverá deixar a profissão fora da emissora. “Em nossa conversa, Alexandre me disse que deixa a Globo, mas não o jornalismo. Ele continuará a ter seus comentários políticos transmitidos por duzentas e oitenta rádios Brasil afora. Do mesmo jeito, continuará a escrever artigos para um sem número de jornais por todo o país. E, entre seus planos, está o de acrescentar outros títulos ao seu livro de grande sucesso ‘Nos Bastidores da Notícia’, lançado em 1990 pela Editora Globo”. As informações são do UOL.

Alexandre Garcia deixa a Globo após 30 anos
(Imagem: Reprodução/Rede Globo)

Você também pode gostar