Celebridades

Carol Oliveira faz apelo na internet para encontrar o pai: “Não sei se está vivo”

A bailarina, que trabalha no “Domingão do Faustão” há seis anos, está iniciando uma campanha na web para realizar o seu maior sonho, que é encontrar o pai. Carol Oliveira nem sequer chegou a conhece-lo, portanto tem poucas informações sobre ele, que se chama Marco André e já foi professor de matemática e baterista de uma banda que tocava no Espaço Cultural 508 Sul, em Brasília, no ano de 1985.

Como apelo, a bailarina publicou um texto nesta segunda-feira (13) que comoveu os internautas e viralizou nas redes sociais, ultrapassando a marca de 5 mil compartilhamentos no Facebook. Marco André nem mesmo chegou a saber que a mãe de Carol, Benedita Oliveira Lima, também conhecida como Marta, estava grávida na época.

“Minha mãe teve um relacionamento breve com ele e foi morar no Rio de Janeiro. Quando voltou para Brasília para me ter, não o encontrou mais”, explicou. A respeito de características físicas do pai, a bailarina não tem muitos detalhes, só sabe que ele é moreno e possui olhos verdes. Além disso, sabe-se que Marco tem um irmão chamado Ricardo.

Veja também:

“Na adolescência, comecei a ter curiosidade para conhecer o meu pai porque a minha mãe sempre dizia que eu tinha puxado dele a minha ligação com a música e a facilidade para estudar matemática. Decidi procurá-lo agora por influência da minha tia, Fabiana Costa. Não sei se ele está vivo, nem qual será a sua reação quando ficar frente a frente comigo, mas quero saber um pouco da minha história, tenho esse direito. Quem sabe esse não vai ser o meu presente de 30 anos”, contou em entrevista ao site “Purepeople”.

A bailarina do "Faustão" está procurando o pai (Foto: Reprodução/Facebook)

A bailarina do “Faustão” está procurando o pai (Foto: Reprodução/Facebook)

Você também pode gostar