Celebridades

Caco Barcellos fala sobre direito de trabalhar após agressão

O repórter Caco Barcellos foi agredido recentemente enquanto fazia uma reportagem para o ”Profissão Repórter” programa da Rede Globo. Na ocasião Caco foi impedido de continuar gravando por manifestantes que gritavam palavras de ordem como: ”Globo golpista”.

Depois da própria emissora ter emitido uma nota falando sobre o assunto. Agora foi a vez do repórter falar sobre, Caco disse que só queria concluir seu trabalho e que é um direito das pessoas serem informadas sobre o que está acontecendo: “Num ambiente tão tenso que estava ali, quase faz parte do ofício -evidentemente que eu não gosto que me impeçam de trabalhar principalmente–, mas eu entendo também que eu trabalhei muito ali (eu e o repórter cinematográfico, Luiz Felipe Salé) com o apoio da maioria das pessoas que estavam ali. Eu tenho respeito às pessoas que estavam fazendo a manifestação, mas exijo o direito de trabalhar, de retratar o que está acontecendo”, conta.

Veja também:

No programa ele também comentou sobre a crise no funcionalismo público no Rio Grande do Sul e no Rio de Janeiro, exibiu o confronto entre os policiais e manisfestantes e também as imagens do momento em que estava sendo agredido junto a seu cinegrafista.

Caco Barcellos foi agredido em protesto (Foto: Agência O Globo)

Caco Barcellos foi agredido em protesto (Foto: Agência O Globo)

Você também pode gostar