Audiência

Briga pela audiência faz nível da TV aberta descer ladeira abaixo

“Tá na Tela”, o novo programa de Luis Bacci na Band, é um dos exemplos da nova onda de apelação na TV, que conta com exorcismo no Fantástico, briga encenada no Mais Você de Ana Maria Braga e até o caso de uma análise de uma possível imagem de um fantasma de uma garota morta em um ultrassom, feita pelo Domingo Show, da Record.

O desespero é tanto em conseguir ter uma audiência boa, que no qual, muitos programas não conseguem mais fazer, ou colocar as suas próprias ideais em seus programas em pequenos detalhes, no qual atrai o publico pois eles analisam quais programas estão com uma pontuação boa e, logo usam maneiras que atraem o publico de forma iguais aos outros programas, não tendo nada de diferente e sim ambos sendo parecido. Com isso, os telespectadores não sabem em qual canal assistir, pois tudo o que se passa não tem nenhum atrativo diferente.

Um bom exemplo de criatividade, mais que no qual são brincadeiras simples em seu programa que o publico gosta é o programa do Silvio Santos, exibido aos domingos, pois, além dele cativar simpatia com o seu simples gesto, o publico interage e gostam de suas brincadeiras, como os jogos dos pontinhos, pegadinhas, jogar dinheiro a plateia, e assim vai… O problema é que muitos não estão sabendo “enxergar” que na verdade o que falta, é decidir colocar um eixo e permanecer apenas com este, e não com tanta variedade.