Ministério Público investiga cachês cobrados em shows de Wesley Safadão no nordeste

O MPF (Ministério Público Federal) abriu uma investigação para apurar se está havendo supernaturamento através do cachê cobrados pelo cantor Wesley Safadão para fazer um show na cidade de Caruaru (PE). Acontece que, de acordo com o site TV Jornal Notícias, o valor cobrado para esta apresentação, e para outra na cidade de Campina Grande (PB), varia em 294%.

Para se apresentar na Paraíba, Safadão cobrou um cachê de R$ 190 mil, já no interior de Pernambuco o valor foi de R$ 575 mil, ou seja, há uma enorme variação de quase 300% entre tais valores, o que acabou levantando a hipótese de superfaturamento.

Desta forma ambas as cidades, em notas oficiais, resolveram tentar esclarecer o assunto. A prefeitura de Caruaru afirmou que tal alto valor cobrado pelo cantor é por causa do “sucesso internacional” do artista. A prefeitura de Campina, por sua vez, afirma que negociou há um ano com Wesley Safadão, e por isso foi possível fixar um cachê mais baixo.

Diferença entre valores de cachê é gigantesca (Foto: Reprodução)
Diferença entre valores de cachê é gigantesca (Foto: Reprodução)
Curtidas
Diiego
Curitibano e fundador do site Famosos na Web, sou apaixonado pelo mundo virtual.