BBB

“BBB 17” vira assunto no “Jornal Nacional” após ida da polícia ao reality

Na edição desta segunda-feira (10), o “Jornal Nacional” repercutiu a polêmica envolvendo o casal “Mally” (Marcos e Emilly), no reality show “Big Brother Brasil”. Acontece que na madrugada de sábado (08), para domingo (09), o casal tiveram uma discussão e o medico cirurgião plástico Marcos revelou um outro lado da sua faceta, culminando em episódios tensos com a namorada.

Durante vários momentos a sister reclamou de dor física. “Para de me apertar, me machucar”, disse ela em certo momento durante as discussões. Apesar disso, o casal continuam juntos. A delegada Viviane da Costa, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher do Jacarepaguá, esteve hoje na sede do “BBB 17”, para colher informações sobre o ocorrido, pegando depoimentos dos envolvidos.

De acordo com informações passadas no telejornal, um médico da TV Globo irá verificar a possibilidade de lesão corporal. Já Emilly foi chamada novamente ao confessionário para ser informada sobre os seus direitos perante a Lei Maria da Penha.

Veja também:

A dupla do telejornal ainda ressaltaram que: “discussões como a que houve entre Marcos e Emily na madrugada de domingo podem levar a agressões físicas, o que não é admissível. Nem no programa nem fora dele “. Bonner salientou também que a sister “não denunciou nenhuma agressão física”.

Na noite desta segunda-feira (10), durante a edição ao vivo do “BBB 17”, o apresentador Tiago Leifert comunicou de forma oficial a expulsão do participante Marcos do reality global. Ele ainda disse que dessa forma as finalistas do programa já estão definidas Emilli, Ieda e Vivian disputarão o prêmio de um milhão e meio de reais.

Marcos coloca dedo na cara de Emilly (Foto: Divulgação/Globo)

Você também pode gostar