BBB

“BBB 17”: Internautas se indignam contra a Globo e movimentam o Twitter

A reta final do “BBB 17” está complicada para os participantes, principalmente para Marcos que acabou tendo surtos dentro da casa e chegou até a agredir a namorada (Emilly) verbalmente e fisicamente, além de também já ter apontado o dedo para ela e Ieda.

Diante disso, os internautas se indignaram com a atitude da emissora, por ela não fazer absolutamente nada sobre o caso, e chegaram a colocar no Twitter a hashtag #GloboApoiaViolência como uma forma de protesto, sendo que esta ficou entre um dos assuntos mais comentados na rede.

Porém, ainda vale lembrar que, a emissora carioca repudiou a atitude do ator José Mayer em razão do mesmo ter assediado uma funcionária do canal. A partir daí, a Globo começou a apoiar o movimento “Mexeu com uma, mexeu com todas”, liderado pelas demais funcionárias da casa.

Veja também:

Posicionamento da Globo

Na edição ao vivo do programa deste domingo, 09 de abril, Tiago Leifert leu uma posição da Globo quanto a conduta do participante no reality:

“O comportamento do casal nos preocupa e preocupa vocês. O BBB é um jogo, é um programa de entretenimento que espelha a vida real. O que nós vimos hoje acontece em tempo real, porém sem as câmeras. Uma discussão como a que aconteceu hoje pode levar a uma agressão física, que não é admissível nem no programa, nem na vida real. O Big Brother está preparado para interferir e proteger os participantes. Mesmo assim, hoje, no início da noite, conversamos separadamente com Emilly e Marcos. Conversamos primeiro com Marcos, que foi alertado sobre seu comportamento e sobre as regras do programa. Depois, a gente falou com a Emilly e a gente reforçou o que é óbvio: ela pode e deve procurar a produção do programa a qualquer momento para denúncias e reclamações”., anunciou o apresentador.

Tiago Leifert leu a posição da Globo. (Foto: Reprodução/Globo)

Você também pode gostar