Emissoras

Band volta atrás e mantém Fábio Rabin no elenco do “Pânico”

Com os últimos cortes devido a crise que assola a emissora, foi cogitada uma verdadeira reformulação na estrutura do “Pânico na Band”. O elenco seria reduzido, e até mesmo uma lista surgiu na internet com os nomes que não teriam seus contratos renovados.

Dentre estes nomes, Fábio Rabin era um deles e estava na mira para receber a demissão em 2017. No entanto, de acordo com o colunista Flávio Ricco, as coisas mudaram de rumo, e eles voltaram atrás quanto a decisão decretada com a chegada do novo diretor, que pedia um elenco com nova cara.

O humorista segue com seus trabalhos, quanto para a Band, quanto para a Jovem Pan. Mas, um detalhe chega a ser curioso: Rabin não tem contrato em vigor e está trabalhando sem nenhum vínculo. Apenas recebendo o salário, ele espera que o vínculo contratual seja reativado a qualquer momento. Vale lembrar que sua permanência é um júbilo, devido as baixas drásticas no elenco. O último nome que deixou a trupe foi Gui Santana, que agora está na Globo.

Fábio Rabin. (Imagem: Divulgação)

À beira da falência, Band faz reunião com funcionários para alertar sobre estado crítico

Desde meados de 2015 que acompanhamos aqui no Famosos na Web cada passo deste drama. É impossível de se esconder algo que é um fato nos bastidores dos estúdios em Morumbi. A Band está em uma situação, no mínimo, pífia.

Veja também:

Com todas as contas no vermelho, segundo informa a coluna do Flávio Ricco para esta segunda-feira, 20 de fevereiro, os representantes dos Saad, família que é proprietária da emissora, procuraram todos os principais funcionários. Em uma reunião, foi informado sobre a situação precária e alarmante das contas da empresa.

Foi uma conversa tensa entre diretores, que aproveitaram para reclamarem sobre a falta de reação por parte dos empresários em reverterem o estado de crise. Segundo muitos, falta a criação de programas no canal que sejam vendáveis. Apenas com o “MasterChef”, eles pedem que outros formatos sejam lançados, para movimentar o setor publicitário.

Você também pode gostar