Noticia, Novelas

Autora de Rock Story desenvolve sinopse para o horário das nove

Após anos atuando como colaboradora de diversos autores renomados, Maria Helena Nascimento finalmente teve a oportunidade de escrever uma novela solo. Na faixa das sete, ela desenvolveu Rock Story, que se tornou um grande sucesso de audiência e repercussão, e foi aclamada pela crítica especializada. Diante disto, a Globo decidiu promover a novelista para o horário mais nobre da TV brasileira, o das 21h, que atualmente tem O Outro Lado do Paraíso em cartaz.

Na sequência da trama de Walcyr Carrasco virá Segundo Sol, de João Emanuel Carneiro. Depois, é a vez de Aguinaldo Silva com O Sétimo Guardião, que será sucedido por Manuela Dias. Por fim, virá Maria Helena Nascimento, que, de acordo com as informações do colunista Fernando Oliveira, do jornal Agora São Paulo, já está preparando sua sinopse, que girará em torno de uma advogada.

Promovida

É perceptível tamanho planejamento da Globo quanto em relação as suas futuras produções de cada horário de suas novelas inéditas. Ainda que esteja no ar com o fenômeno O Outro Lado do Paraíso, o canal já iniciou há alguns meses atrás as gravações da sua sucessora, Segundo Sol, de João Emanuel Carneiro, além de ter dado início a fase de pré-produção da polêmica O Sétimo Guardião, de Aguinaldo Silva.

No entanto, o que têm surpreendido bastante nos últimos tempos é as apostas arriscadas do canal da família Marinho quanto em relação aos novelistas que ocupam a principal faixa, conhecida popularmente como horário nobre. Após promover a dupla Maria Adelaide Amaral e Vicent Villari em 2016, com A Lei do Amor – um dos maiores fracassos da faixa -, a rede já anunciou a primeira novela solo da carreira de Manuela Dias.

Veja também:

E além da proprietária das minisséries de sucesso Ligações Perigosas (2016) e Justiça (2016), Maria Helena Nascimento, contratada da Platinada desde meados de 1994 e que lançou seu primeiro folhetim há dois anos, com Rock Story (2016), foi promovida para o disputado horário, de acordo com informações do jornalista Flávio Ricco.

Ainda que tenha só uma obra solo no currículo, ela trabalhou exercendo o cargo de colaboradora com autores como Manuela, Antônio Calmon, Gilberto Braga, Euclydes Marinho, Daniel Ortiz e recentemente com Ricardo Linhares, nome que supervisionou os textos da trama.

Maria Helena Nascimento (Foto: Reprodução)

Maria Helena Nascimento (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar